Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há luz da pena

Há luz da pena

Sósias

Quase todos os dias quando chego à paragem do autocarro está lá uma senhora que me parece ou que me lembra a não sei quem da justiça. Vejo melhor e digo que é a minha iris ou o meu olhar pela manhã que ainda está ensonado porque o café já está tomado e com o devido assento assentado. Eu não gostaria de ter uma sósia, aliás, odiava. É tão bom ser-se único em tudo. Alguns até alimentam isso e fazem questão de…então quando são sósias de pessoas públicas, ui. Até fazem menção de serem fotografadas junto de…. Onde fica o carácter dessas pessoas e a mãezinha dele(a)s? É triste para….querer ser-se outro e não a sua pessoa para quem gosta dessas pessoas, a família por exemplo. Mas algumas famílias até gostam e orgulham-se. Outra pessoa que de vez em quando passa enquanto eu espero pelo autocarro é um senhor que de repente parece com uma pessoa de que eu gosto muito mas com a força do hábito já o vejo e afirmo que não, não é. Nisso sou terrivelmente tímida de quando passa por mim uma pessoa que não é publica e que eu julgo conhecer estou naquela de: “-É?”, “-Não é?” “-Será?!”. Ali passo minutos atrás de minutos naquela incerteza que os sentimentos misturam-se em timidez, com coragem, falo, não falo, fica chateada(o), leva a mal, e se é e acabo por não falar? e se é acha que estou a meter-me com ele(a), e inúmeras razões, interjeições e sentimentos indecisos. Gosto de ser eu mesma, não há dúvida.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D