Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há luz da pena

Há luz da pena

Ânsia

Durante a vida de um ser humano assim como tem várias fases também há várias modas. Moda do peão, do bilas, do elástico e outras mais. Acho que cada vez que crescemos as modas são mais perigosas porque quando somos pequenos há a tolerância da dúvida, do “é pequeno” enfim. Quando estamos já crescidos essas “modas” podem cair em desgraça devido a levarmo-nos para maus caminhos e a retaguarda transformar-se-á numa parede bem alta que nos esmaga na nossa teimosia do amanhã. Essa do vai de modas não faz sentido então se não está de moda não há? Não se tem? Não se quer? Não se sabe? Não e não e não? Pessoa que vão atrás porque se paga pouco ainda compreendo porque amanhã em vez de se ter comprado 2 comprou-se 1. Mas não exageremos devido a pormos em situações que não vemos, percebemos ou que figurinha fazemos. Filas e filas que se fez para entrar no novo museu dos coches até parece que o povo português tem uma percentagem cultural demasiadamente alta. Vão ver daqui a um ano por causa das estatísticas ou a visita dos monumentos de Portugal elevou, a média cultural dos portugueses aumentou, …enfim uma série de coincidências. Alguém há de ganhar. Agora pergunto, porque é que não fazem isso mais vezes para além do primeiro domingo de cada mês. E porque é que são só para os munícipes, obviamente depois de comprovada, e não para os outros?

Demasiadas pessoas num monumento obriga as pessoas a não poderem ver bem, olhar melhor e a ouvir como deve de ser. Não há dúvida que a falta de atenção, a pouca reflexão e a pouca aquisição são os fortes fatores que as crianças portuguesas não tenham.

Que façam mais dias como estes mas que não sejam inaugurações, que não sejam bolinhos, chazinhos, panadinhos, tampinhas, bufês, a vinda do XPTÓ, enfim uma série de coisas para o povo português poder usufruir do seu património. O povo português vive todos os dias em PORTUGAL!!!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D